domingo, 30 de janeiro de 2011

Death Cab for Cutie - Title and Registration


No último post eu disse que estava mudando minha concepção sobre meu álbum favorito dentre as bandas que ouço e admiro. Sempre afirmei que esse posto era do Athlete, com sua obra-pianinho TOURIST. Mas então surgiu "a outra". Com um nome difícil e estranho e uma coleção de melodias inegavelmente lindas. Um tal de TRANSATLANTICISM, do Death Cab for Cutie.

Em verdade esse álbum caiu em minhas mãos faz um tempinho (virtualmente falando), logo que conheci Death Cab, em 2007, quando um amigo lançou a piada "Não entendo essa história de indie que está surgindo! É só usar all-star e uma camiseta do Death Cab for Cutie, é isso?". Por algum motivo, me dispus a ouvir a falada banda, e logo comecei pelo Transatlanticism (um dia você se acostuma com esse nome e pasme, saberá pronunciá-lo sem nenhuma dificuldade). Por algum motivo, não foi paixão à primeira vista, e isso eu nunca vou entender o porquê; mas isso faz parte, de repente você conhece alguém na sua escola e só três anos depois repara que ela é o amor da sua vida.
Sei que um dia resolvi dar uma atenção a esse álbum, e aí foi fatal. Fui cada vez mais engolindo Death Cab, passando de um album a outro, pesquisando notícias da banda, assistindo clipes, comprando cd... UFA. Um legítimo viciado. A ponto de duvidar se meu album favorito é realmente Tourist, e não Transatlanticism.

Eu já trouxe partes do album timidamente pra vocês: A Lack of Color, com seu violãozinho calmo e sua letra deprê, e Lightness, com seu modo de ver o eterno dilema "razão x coração". E se essas duas músicas não foram motivos suficientes para te convencer que o album é brilhante, aqui vem mais um motivo: TITLE AND REGISTRATION. Um pouco no padrão de A Lack of Color, a música tem um dedilhadinho de violão perfeito, uma melodia relaxante ao extremo, e uma letra deprezinha pra satisfazer o dono do blog, é claro. Acompanhe: Ele começa falando que deveriam trocar o nome do porta-luvas do carro. Afinal, você abre um porta-luvas, e não encontra luvas. Isso pra dizer que ao abrir o compartimento, ele acabou por se deparar com fotos de uma garota com a qual ele se relacionou, e obviamente, tudo acabou. Ou seja, ao invés de luvas, tudo o que ele encontrou foram lembranças de tempos melhores, antes da menina ter dado um pé na bunda dele. BEN GIBBARD GÊNIO. Até pra falar a coisa mais simples do mundo, "vi fotos que eu queria esquecer", ele cria uma boa história para suas composições!

Enfim, para quem gostar, pode ouvir as músicas do Athlete que postei aqui, e as três do Death Cab já citadas hoje, e assim quem sabe pode me dar uma opinião de qual álbum é melhor, Tourist ou Translat... Transatl... Trans o que mesmo?

13 comentários:

Samara disse...

Cara, a voz dele é linda. Me apaixonei! ♥

Rúvila Magalhães disse...

"The glove compartment isn't accurately named
And everybody knows it.
So i'm proposing a swift orderly change.

Cause behind its door there's nothing to keep my fingers warm
And all i find are souvenirs from better times"

Death Cab define bem a nossa história: nada de paixão a primeira vista. Foi paixão aos poucos.
"mas isso faz parte, de repente você conhece alguém na sua escola e só três anos depois repara que ela é o amor da sua vida."

Essa foi a primeira música que você me ensinou a tocar no violão, apesar de eu ter esquecido :(
Mas sabe que eu acho que existem 2 Death cabs, o meu e o seu porque a gente nunca ouve as mesmas músicas, já reparou?

Beijos!
Te amo, amor s2

Ninà disse...

Sem exceção, toda vez que alguém me fala de Death Cab eu lembro do amor da sua vida =)

Viviane disse...

CARACA! Faz exatamente 1 semana e 3 dias q baixei a discografia do Death Cab =O confesso q em partes impulsionada pelas dicas do blog e de A Lack of Color *.*
Conhecia a banda mas nem tanto e depois q ouvir mais coisas, resolvi "estudá-la" a fundo. Ainda não ouvi direiiitinho, mas já havia percebido q o Transatlanticism tinha tudo para ser o melhor albúm msmo, depois dopost então...Bela música, páreo duro com A Lack... Agora com licença q vou voltar aos meus "estudos" por aqui =]

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Que saco.. O Player não está funcionando aqui... T.T You tube e seus "bugs"... Aff!
Bom... assim que possivel, passoa qui para deixar a minha opinião sobre a musica. Se bem que só pelo o que você escreveu já me deixou curiosa!


E o Seu Blog ganhou OUTRO selo..
♫HOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO♫

http://blogkawai2.blogspot.com/2011/02/selos-selos-que-venham-mais-selos-selo.html

Vá pega-lo se quizer!

Barbara Nonato disse...

Achei curioso o fato de você ter mencionado no post que às vezes determinada música não tem nossa atenção de imediato, mas tempos depois acaba fazendo parte da lista de favoritas... Talvez seja porque a música, assim como diversos outros fatores em nossa vida, tem também seu tempo certo pra fazer sentido, pra representar algum significado. Essa, no meu ponto de vista, é essência da música: significar!

Camila . disse...

Você sabe que eu curto Death Cab por causa de um post SEU, né?

Obrigada por todo apoio, isso vem sendo muito importante pra mim. Mas e você com o vestibular, como está? Fez ENEM, Fuvest?


www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Thaamy disse...

Eu realmente a amei a voz do cara,
Nem conhecia e realmente me apaixonei.
Obrigada por postar, é bom saber que não existe apenas esse lixo musical de hoje em dia.
Parabéns.

Dá uma passada no meu blog, tem post novo.
Um beijo


http://darkbluedoot.blogspot.com

ADILSON JORGE disse...

Costumo dizer que a internet nos traz descobertas maravilhosas quando estamos procurando algo e encontramos outra coisa. Comigo é assim, sempre acabo encontrando algo que no mínimo acho interessante. Seu blog colaborou: "Death Cab for Cutie" é uma dessas coisas.

Abraços
www.ceucaindo.blogspot.com

Caa Bispo disse...

eu nunca ouvi... mas nao quer dizer que eu não vá.
acho que não tenho muitas duvidas sobre qual é o melhor CD da minha ídola (miley cyrus), mas gostei do post. parabéns pelo blog.
www.justtexts.blogspot.com
camille

Alex Azevedo Dias disse...

"Por algum motivo, não foi paixão à primeira vista, e isso eu nunca vou entender o porquê; mas isso faz parte, de repente você conhece alguém na sua escola e só três anos depois repara que ela é o amor da sua vida." É exatamente assim que acontece, seja por descaso, por cegueira, por auto-sabotagem ou por timidez - mas a questão é que essa "demora" possibilita uma maior consistência do sentimento - seja por outrem, ou mesmo por um álbum musical... É assim, sem condições de manipulação, puramente à revelia da nossa vontade, que o paixão se constitui, instala-se, enraiza, fixando-se!

ExceSSão à Regra disse...

Essa banda é muito foda, uma das melhores atualmente. Sabem fazer melodias muito belas e sem falar na letra, Ben consegue musicalizar umas histórias com descrições e detalhes sutis. Bom saber que ele é reconhecido aqui no Brasil^^. E o interessante é que um amigo me mostrou "Title and Registration" pra mim e eu nem liguei muito, mas depois surgiu como um amor de escola como você muito bem falou. E agora é uma das minhas bandas favoritas^^

Anônimo disse...

The soft, sensitive skin from the baby and toddler should feel at ease when coming in contact using the either.
In this information, we have outlined the most notable 5-rules for wannabe sugar babies desiring
to create the most of your sugar daddy and sugar baby arrangement.



my web page - Best Rated Baby Swing (Mysoc.Net46.Net)

Postar um comentário